∞ Ignorância

Quando as pessoas ocidentais veem uma criança ou um pré-adolescente lendo mangá ou vendo um anime, consideram como normal, nada de mais, pois para os que veem, acreditam ser algo comum para pessoas dentro desta faixa etária.Mas, se veem uma pessoa com mais de 20 anos lendo ou assistindo algo do gênero, logo olham torto, e pensam “ nossa, esse aí deve ser um vadio, lendo/ vendo coisas de crianças”.Digo ocidentais porque este tipo de julgamento é algo monstruoso no ocidente, o que não ocorre de tal forma em muitas das terras orientais  – em tais lugares, ver desde crianças até idosos lendo ou até mesmo assistindo Naruto, xxx Holic ou outras séries do gênero é algo corriqueiro , já que mangás e animes são formas baratas e interessantes de entretenimento e cultura.

Mangás, animes e mesmo gibis e animações em geral sempre são vistos como  sinônimos de imaturidade,inocência e até mesmo alienação  , o que não ocorre com os livros, pelo contrário: eles sempre são encarados com virtuosidade , meio de obtenção de conhecimento, de expansão intelectual. Não estou desmerecendo os livros, pelo contrário, pois também acho que são importantíssimos, mas quero mostrar que tanto um livro de ficção quanto uma série de quadrinhos podem passar o mesmo tipo de cultura.    Do mesmo modo que um escritor precisa do mínimo de conhecimento para escrever algo e de muita pesquisa para que seja realmente cativante e bom, o autor de um mangá precisa do mesmo nível de conhecimento e de pesquisa que o escritor precisa para desenvolver sua obra. Quero dizer que, do mesmo jeito que você obtém cultura com um  bom livro, pode  obter cultura com um bom mangá .

Se não acreditam, tomemos como exemplo a série Vagabond e a série Musashi; ambas as obras são sobre a vida do samurai Musashi, o mais destemido da história nipônica, e tratam sobre a sua história  com seriedade, e pode-se aprender muito, não só a respeito do samurai, mas sobre o Japão feudal. Agora, vocês me perguntam qual a diferença entre as duas obras. E é simples: Vagabond é uma série de mangás, enquanto Musashi é uma série de livros. Este é apenas um dos vários exemplos que comprovam o que digo aqui.

Por mais revoltante que seja para fãs de mangás e animes, não podemos culpar com tanta veracidade quem julga-nos assim, pois este tipo de preconceito já está enraizado no mundo ocidental, e isso só tende a  se agravar.Isso porque, ao invés das pessoas tentarem conhecer algo antes de falar mal dela, falam diretamente, sem o prévio conhecimento. A ignorância por própria escolha é deprimente.

Anúncios

Publicado em 16 de julho de 2010, em Matérias & Discussões. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Realmente é uma triste realidade, e como você disse “só tende a se agravar” pois as pessoas chegam a um ponto tão alto de ingenuidade que falam sem pensar, ou nem ao menos conhecer. Apenas julgam, como se fossem alguém superior.
    Muito boa a matéria. ^^

  2. Você falou TUDO sobre o que os outros pensam sobre pessoas que curtem animê aqui no Brasil, lembrando que a TV contribue MUITO, infantilizando os animes… Lamentavel o que a 4Kidis e o SBT fez com “One piece” e “Naruto”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: