Mulheres do mundo dos mangás

Aproveitando o ensejo do Dia Internacional da Mulher, além de parabenizar à todas as mulheres, decidi escrever sobre algumas grandes mulheres mangakás (desenhistas de mangá) do Japão.

Rumiko Takahashi:


Nascida em Niigata no ano de 1957, Rumiko Takahashii é uma das maiores mangakás  que existem. Ela iniciou sua carreira ao vencer um concurso de jovens talentos de uma restai de mangás, e desde então vem criado séries de grande sucesso, tais quais Ranma 1/2. Maison Ikkoku, Urusei Yatsura e a mais recente Inu Yasha. Algo que gosta muito de explorar em seus trabalhos é a comédia romântica, sendo a temática principal de grande parte de seus trabalhos.

Rumiko é a mangaká mulher mais bem paga do Japão, chegando a receber mais de 3 milhões de dólares por ano.

Clamp


Clamp é um grupo formado por quatro mangakás: Ageha Ohkawa, Mokona, Tsubaki Nekoi e  Satsuki Igarashii. Originalmente formado por 12 garotas, as únicas que continuaram foram as citadas anteriormente.

O quarteto começou sua carreira com a publicação de doujinshis (mangás amadores) de séries já existentes, e devido ao talento do que possuem, conseguiram publicar suas próprias histórias.

Card Captors Sakura, xxx Holic, X 199, Tokyo Babylon e RG Veda são alguns dos sucessos das garotas da Clamp.

Ai Yazawa

Nascida na província de Hyogo, em 1967, Ai Yazawa  iniciou sua carreira de mangaká em 1985, com mangás publicados pelas revistas Ribbon e Cookie, e mais tarde na Zipper também( ambas revistas shoujo adolescentes).

Dois de seus trabalhos de maior destaque  são Paradise Kiss  e Nana,sendo o último citado um dos mangás mais vendidos do Japão.

Ai Yazawa possui formação em moda, algo que pode ser notado em seus trabalhos pela qualidade dos modelos usados pelas suas personagens.

Naoko Takeuchi

Naoko nasceu em  1957, em Yamanashi. Possui grau acadêmico em química, e tornou-se farmacêutica.Especializada em ultrassom, trabalhava num hospital quando, aos seus 18 anos, ganhou um importante prêmio de jovens talentos do mangá, e foi encorajada a continuar desenhando.

Lançou em 1991 o mangá Codename wa Sailor V, que devido ao grande sucesso, recebeu a proposta de ganhar uma versão em anime.Seu editor disse que ela deveria reformular a história, e assim surgiu a sua obra prima Sailor Moon.

Naoko foi casada com Yoshihiro Togashi, mangaká de séries como Yu Yu Hakushô e Level E, e tem um filho com ele.

Outras mulheres mangakás de  êxito são  Yuu Watase,  Kaori Yuuki, entre outras.

Anúncios

Publicado em 8 de março de 2011, em Sem categoria e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. odeio os mangás da Takahashi ALALLALAL, YAZAWA LINDS <3333333333333333333333333333333333333333333333333 /die

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: