A publicação de mangás no Japão – Parte 3 : Tankohons

Como explicamos nas partes anteriores da matéria, no Japão os mangás passam por duas fases de publicação: primeiramente em revistas, e depois em versões encadernadas. Estas encadernações serão melhor abordadas neste post.

Tankohon , ou ainda Tankoubon é o nome dado a um livro independente, com começo meio em fim, como um romance,livro de receitas, de dicas de embelezamento, etc. Apesar desta denominação, no mundo dos mangás é o nome dado a uma edição encadernada que muitas vezes é parte de uma série de publicações.é também chamado de “livro de bolso”.

Tankohon do mangá Maison Ikkoku

Após ter um certo número de capítulos individuais lançados em revistas, estes são reunidos em uma edições encadernadas só daquela série. Por exemplo, um tankohon de One Piece só terá capítulos de One Piece, a menos que haja algum extra no mangá.

O número de capítulos de um tankohon depende da periodicidade com que os capítulos são lançados. Por exemplo, revistas semanais costumam apresentar capítulos mais curtos, logo os tankohons das séires desta revistas possuirão mais capítulos por edição; se a revista for mensal, os capítulos desta serão maiores, logo os tankohons das respectivas series da revista terão menos capítulos, e assim por diante.

A versão encadernada é a edição  do mangá vista como colecionável, assim apresentando uma melhor qualidade no papel, impressão,além de extras (que pode ser desde ficha de personagens, ilustrações especiais até mesmo rascunhos ou brindes, como cards, entre outros). Devido a todas estas vantagens, estas publicações são mais caras que as revistas de mangás : enquanto as revistas tem preço entre 260¥ a 700¥ (¥= iene), que seria entre cerca de  R$5,00 e R$14,00 , os tankohons tem preços entre 400¥ a 900¥, que seria entre cerca de R$8,00 e R$18,00.

Estas publicações saem com o nome de uma espécie de “bloco” da editora. Por exemplo, mangás como Naruto, Bleach, Saint Seiya e Dragon Ball, ambos da mesma editora e revista, pertencem ao bloco “Jump Comics” da editora.

Mangá "Slam Dunk", também pertencente ao bloco citado "Jump Comics"

Os mangás que temos no Brasil são, em maioria no formato de tankohon. Digo em maioria porque, antigamente, a maioria dos mangás aqui lançados eram formato de meio tankohon, ou seja, pegava-se um tankohon japonês e dividia-se em 2 ou mais edições no Brasil. Por isso há diferenças entre o número de mangás de uma série no Brasil e no Japão ( tomemos como exemplo Card Captors Sakura, que originalmente teve 12 volumes no Japão, enquanto aqui foram 24 ).Esta divisão ocorria com maior freqüência pelo fato de que mangás eram novidade no Brasil, então precisavam ter preço mais acessível, e para isso precisava ser em tamanho mais acessível, mas atualmente, como o mangá está sendo cada vez mais difundido, a grande maioria é lançada aqui no formato tankohon completo (para a alegria da maior parte dos fãs).

Anúncios

Publicado em 29 de maio de 2011, em Como funciona no Japão ............?. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: