[ESPECIAL] – Visual Kei – Parte 2

Olá olá amiguinhos!

Como prometido, hoje não continuaremos o especial sobre Visual Kei, desta vez falando de suas subdivisões.

Então vamos ao que interessa:

Kotekote/Kotevi Kei

 O mais tradicional do Visual kei (roupas chamativas, maquiagem pesada, visual beeeeem andrógino e coisa e tal). Reza a lenda (-n) que as bandas desse estilo prezam mais a presença de palco do que a própria performance. Grande parte dessas bandas atua no cenário indie, como a Due’le quartzPhantasmagoria e Vidoll.

Phantasmagoria (uuuh.)

O subestilo de subdivide (-q) em dois: Kuro kei (roupas beeeeem obscuras, maquiagens mais leves e músicas bem pesadas e rápidas, como Dir en Grey) e Shiro kei (roupas claras – geralmente brancas – e músicas mais leves e melódicas, como L’arc en Ciel no começo da carreira).

Iryou kei

As bandas desse estilo usam roupas que remetem a algo vampírico/hospitalar, com gases, tapa-olhos, curativos, faixas, sangue, curativos, lentes de contato, curativos e curativos. Suas músicas são muito obscuras e remetem à lugares mais obscuros ainda. Exemplos de bandas Iryou kei são Pierrot, La’Mule e Versailles.

Oshare kei

Bandas com um visual mais fashion, colorido, leve. O som também é bem mais leve, com uma pegada às vezes meio pop. Surgiu entre os anos de 2002 e 2004. Exemplo de banda é a An Cafe.

An Cafe

Angura kei

“Angura” vem do inglês “underground”, ou seja, as bandas desse estilo não aparecem muito na mídia. Sempre com a intenção de criar algo tipicamente japonês e sem influências externas, o movimento surgiu nos anos 60, primeiramente nos teatros, como uma “contra cultura”, ou seja: opunha-se à invasão cultural estadunidense (\õ/). Apesar de ganhar certa popularidade no Japão, o estilo não perdeu seus principais valores.  Geralmente, as roupas desse estilo são kimonos ou uniformes escolares e maquiagem branca e preta. exemplo de banda é a Onmyoza(achei que era nome de comida e).

-qqqq

Nagoya kei

Como sugere o nome, o movimento é como se fosse um “Visual kei exclusivo para a cidade de Nagoya”, já que esta é a anti-social do grupo. O estilo é dividido em três gerações: até 1997 (influências do Gótico, Post-Punk e New Wave); de 1997 até 2003 (mistura de Grunge, Punk, Gótico e música clássica) e de 2003 em diante (muito influenciada pelo Nem metal).  Exemplos de bandas são Deadman e Lynch.

Eroguro kei

“Eroguro” vem da junção das palavras inglesas “erotic” e “grotesque”, ou seja, literalmente “erótico grotesco” (-q). O termo vem do movimento “erotic nonsense”, surgido no Japão por volta de 1920.  Alguns dos temas principais são a representação da sexualidade decadente, o horror chocante e o humor sádico. E até mesmo necrofilia (!!!) – é amigos, comer um presuntão. Exemplo de banda é a MUCC.

Então amiguinhos, gostaram?

Vamos continuar com mais posts, então fiquem ligados <3

Fonte 1 e 2

Anúncios

Publicado em 27 de setembro de 2011, em Especial Visual Kei, Música, Moda. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: