Mitologia e Mangás: Parte 3 – Mitologia Japonesa

Olá amiguinhos, como vão? <3

Depois de alguns séculos, hoje temos a 3ª parte das matérias de mitologia e, finalmente, o tema é Mitologia Japonesa (mais precisamente, o Folclore japonês, que é riquíssimo).

Divindades japonesas

No caso, a principal diferença entre dizer “Mitologia” e “Folclore” japonês é que, na primeira encontramos as explicações para o surgimento da Terra, dos deuses e etc e, na segunda, encontramos uma série de lendas, histórias e “personagens”, geralmente muito bizarros.

O Folclore japonês foi bastante influenciado pelas religiões predominantes no Japão – o Budismo e o Xintoísmo – mas há algumas histórias que tiveram inspiração em lendas indianas. Os mitos são divididos em várias categorias, como “histórias engraçadas”, “histórias de ganância”, “histórias de sabedoria”, etc.

Kitsune

Alguns dos seres mais “recorrentes” nas histórias desse folclore são os Kamis (deuses), Youkais (tipos de espíritos, geralmente hostis aos humanos, que se “subdividem” em tengus, kappas, onis, e várias outras categorias), Youreis (fantasmas) e várias outras criaturas fantástcas como dragões e etc.

Por ser um assunto tão… popular [?], existem vááááária séries, tanto de animes quanto de mangás, que, se não tratam especificamente do folclore japa, tem pelo menos alguma referência a ele. Veja algumas abaixo:

Inuyasha

O conhecidíssimo mangá/anime de Inuyasha, de Rumiko Takahashi, é cheio de referências ao folclore nipônico, começando pelo personagem principal: ele é metade youkai (“Inugami”, youkai feito de espíritos de cachorros) e metade humano. Além disso, “yasha” é uma referência à criaturas do budismo. Na mesma serie, ainda temos o Hachiemon (um Tanuki, em forma de guaxinim, mas que pode mudar de forma), a Shippou (youkai do tipo Kitsune – raposa) e também a Kirara (Nekomata, youkai-gato de duas caudas).

Black Bird

Essa série tem como “tema principal” os youkais: Misao é uma garota que desde pequena consegue vê-los e sofre por isso, já que é vista como “desastrada”, mas na verdade são os youkais que a ficam atentando. Entretanto, quando ela completa 16 anos, essas criaturas não só a atormentam, mas tentam matá-la. Ela é então salva por Kyo Usui, amigo de infância que também é um youkai (conhecido como Tengu). Resumindo: youkais e mais youkais. (Veja mais sobre essa série aqui.)

Natsume Yuujinchou (*-*)

Natsume Takashi é um menino órfão que herdou de sua avó, Reiko, o poder de ver youkais. Ele é constantemente caçado por eles, por possuir o “Livro dos Amigos”, livro no qual estão escritos vários nomes de youkais “aprisionados” por sua avó – e artigo muito importante para o mundo espiritual. Por isso, Takashi recebe a proteção de um outro youkai muito poderoso, Madara (selado na forma de um gato gordo e a coisa mais fofa desse mundo, apelidadado de Nyanko-sensei). Recomendo muito esse anime.

Jigoku Shoujo

Mais conhecido como Hellgirl, a série é centrada uma espécie de lenda urbana japonesa: a “Donzela do Inferno” (Jigoku Shoujo), que é uma entidade espiritual japonesa. Na serie, se você guarda rancor de alguém e quer vingança, basta acessar um site que só aparece à meia-noite e escrever o nome dessa pessoa. Depois, a alma de Enma Ai aparece e ela explica o contrato a ser feito: ao matar sua vítima, ela irá diretamente ao inferno. Entretanto, o mandante da vingança também será mandado ao inferno quando morrer. O série conta com três temporadas de anime e um mangá.

Claymore

Nessa série, vilas medievais são aterrorizadas por youmas – monstros japoneses, espécies de youkais. Ao “devorar” uma pessoa, os youmas são capazes de tomar a forma dessa pessoa e viver como ela. Deste modo, quando essas vilas percebem a existência desses montros, chamam as Claymore – guerreiras que são metade humanas e metade youmas, que possuem força e agilidade extremas. Quando as Claymore liberam seus poderes, podem se tornar kakuseishas, ou seja, humanos transformados em youmas, que são mais poderosos.

Kekkaishi

 Há 500 anos atrás, um senhor feudal foi atacado por ayakashis – monstros espirituais – e, por isso, uma mago chamado Tokimori Hazama foi “contratado” para protegê-lo. Atualmente, Sumimura Yoshimori é o descendente do clã, assim como Yukimura Tokine e ambos são kekkaishi (“Mestre das barreiras invisíveis”). Eles contam com ajuda dos shinigamis – deuses da morte – Madarao e Hakubi.

Sailor Moon

A referência ao folclore nipônico está no nome da personagem principal: Usagi Tsukino (adaptado para Serena, no Brasil) – ou “Tsuki no Usagi”, o “coelho na Lua”. Refere-se a uma lenda asiática bastante conhecida, na qual diz-se que um coelho viva na lua batendo constantemente um mochi (massa de arroz) com um pilão e, por levantar pó ao fazer, a Lua fica branca. Além disso, na série também são citados os youmas, que possuem as pessoas.

*

Algumas outras séries que têm como referência o folclore japonês são: Naruto (a Kyuubi é uma espécie de youkai), Love Hina (o nome de uma das meninas é Kitsune, “subdivisão” dos youkais), Pokémon e Digimon (ambos têm “criaturas” parecidas com Kitsunes), Mononoke (anime de 2006, no qual o personagem principal mata “mononokes”, espécie de youkais) e filmes como A Viagem de Chihiro e Mononoke Hime, ambos de genial estúdio Ghibli.

Mononoke

Bom, se fosse falar um pouco de cada anime/mangá que trata do folclore japonês o post ficaria gigantesco, então, paremos por aqui (por hoje). Em breve teremos mais mitologia, talvez chinesa, o que acham?

Espero que tenham gostado <3

Anúncios

Publicado em 22 de dezembro de 2011, em Cultura Japonesa, Mangás, Matérias & Discussões. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: